Pular para o conteúdo principal

Bitcoin funciona como planejado, para as pessoas que mais precisam


Vocês estão olhando para um mapa interativo do volume global do website LocalBitcoins indexado para refletir a utilidade do Bitcoin individualmente por país. A métrica recém-cunhada, uso por pessoa online, leva em consideração o número de pessoas com acesso à Internet e o PIB per capita ao medir o volume para ajudar a pintar uma imagem mais clara do impacto relativo do Bitcoin país por país. Um grande agradecimento ao Matt Ahlborg, que acabou de sair do nada e deixou cair essa métrica e análise sobre todos, sem aviso prévio. Matt acabou de confirmar o que estive supondo mas não conseguia articular com dados além do volume de negociação puro.

Dez anos depois, e parece que a missão do Satoshi de prover soberania para a necessidade de um ativo digital distribuído, do qual o povo pode se apropriar completamente, está se concretizando.

"Considere que no quarto trimestre de 2018, com o preço da Bitcoin em extrema queda e o interesse parecendo desaparecer, 23 países tiveram o maior volume de compra da Bitcoin no site LocalBitcoins de toda a sua história. Praticamente todos são países em desenvolvimento. Alguns desses volumes podem parecer pequenos agora, mas considere que há três anos o volume de transações na Venezuela era cerca de 1% do que é hoje." [1]


Este é o fundamento mais otimista no Bitcoin agora, e não parece que ele tenha engrenado de verdade ainda. Esta tendência está apenas começando, parece que nós podemos ter chegado a um ponto de inflexão na consciência e compreensão da utilidade do Bitcoin e do seu valor intrínseco.

Embora esses países em desenvolvimento possam não ser capazes de produzir os fluxos de capital que seus pares desenvolvidos podem, o fato de indivíduos nesses países estarem usando Bitcoin por pura necessidade, como uma reserva de valor contra a inflação corrosiva de suas moedas locais é ENORME. Se esta tendência continuar, é difícil imaginar que ela não será absorvida pelo resto do mundo em geral, incitando mais países a entrar na arena.

Devagar e sempre. Para frente.

Texto traduzido a partir da newsletter #416 do Marty's Ƀent .