Pular para o conteúdo principal

Explicando o Bitcoin como se eu tivesse cinco anos de idade

Estamos sentados em um banco de praça. É um lindo dia.
Eu tenho uma maçã comigo. Eu a dou para você.
Você agora tem uma maçã e eu tenho zero.
Isso foi simples, certo?

Vamos olhar mais de perto o que aconteceu:

Minha maçã foi fisicamente colocada em sua mão.
Você sabe o que aconteceu. Eu estava lá. Você estava lá. Você a tocou.

Nós não precisamos de uma terceira pessoa para nos ajudar a fazer a transferência da maçã. Nós não precisamos chamar meu tio Tom para sentar conosco e confirmar que a maçã saiu da minha mão para a sua.

A maçã é sua! Eu não posso te dar outra maçã porque não tenho mais nenhuma. Eu não posso mais controlá-la. A maçã saiu completamente de minha posse. Você tem total controle desta maçã agora. Você pode dá-la para seu amigo se quiser, e então seu amigo pode dá-la para outro amigo. E assim por diante.

Então é assim que uma transação feita pessoalmente se parece. Acredito que seja a mesma coisa, se eu estou te dando uma banana, um livro, uma moeda de 25 centavos ou uma nota de um dólar...
Mas ok, já estou indo longe demais.. . .

Vamos voltar para as maçãs!
Agora eu digo, E tenho uma maçã digital. Tome aqui, te darei minha maçã digital.
Ah! Agora fica interessante!
Como você sabe que aquela maçã digital que era minha, agora é sua e só sua? Pense nisso por um segundo.

É mais complicado, certo? Como você sabe que eu não mandei essa maçã para a meu tio Tom como um arquivo anexo em um e-mail, ou ao Joe? Ou para minha outra amiga Lisa?

Talvez eu tenha feito algumas cópias dessa maçã digital no meu computador. Talvez eu a tenha colocado na internet e um milhão de pessoas fizeram o download.

Como você consegue ver, essa transferência digital é um problema. Enviar maçãs digitais não é a mesma coisa que enviar maçãs físicas

Alguns cientistas da computação tem um nome para esse problema: é chamado de problema de envio duplo. Mas não se preocupe. Tudo o que você precisa saber é que isso os confunde faz tempo e nunca foi resolvido. 

Até agora.

Mas vamos pensar nós mesmos em uma solução.

Registro


Talvez essas maçãs digitais necessitem de registro em um livro-razão. Que é basicamente um livro onde você registra e acompanha todas as transações – um livro contábil.

Esse registro, por ser digital, necessita estar em um mundo também digital e ter alguém responsável.

Vamos dizer, assim como no Mundo de Warcraft. A Blizzard, nome da empresa que criou o jogo online, tem um registro digital de todas as raras espadas flamejantes que existem no sistema deles. Então, legal, alguém como eles poderiam acompanhar nossas maçãs digitais. Ótimo – nós resolvemos!

Problemas
Temos alguns problemas, no entanto:

1) E se algum cara da Blizzard criar mais itens? Ele poderia simplesmente adicionar algumas maçãs digitais em seu balanço quando ele quisesse!

2) Não é exatamente como o dia que estávamos no banco da praça. Onde era apenas você e eu. Utilizar o sistema da Blizzard é como trazer o tio Tom para todas nossas transações de banco de praça. Como eu posso apenas te dar minha maçã digital para você da maneira comum?

Há alguma maneira para replicar nosso banco de praça, aquele tipo de transação somente “eu e você”? Parece difícil...


A Solução


E se nós déssemos esse livro-registro para todos? Ao invés deste livro registro ficar apenas no computador da Blizzard, ele ficaria no computador de todo mundo. Todas as transações que já aconteceram, de todos os tempos, de maçãs digitais serão registradas nele.

Você não pode fraudar. Eu não posso enviar moedas digitais que eu não tenho, porque elas não sincronizariam com o sistema do resto do mundo. Seria um sistema difícil de invadir, Especialmente se ele ficasse gigante. 

Além do mais que ele não é controlado por apenas uma pessoa, então eu sei que não existe ninguém que pode simplesmente decidir em “se” dar mais maçãs digitais. As regras do sistema já foram definidas no início. E o código e as regras são em código aberto. O código aberto está aí para as pessoas espertas contribuírem, manterem, garantir, melhorar e verificar.

Você poderia participar desse sistema também e atualizar o livro-registro e garantir que tudo funcione de acordo. Para problemas, você poderia receber cerca de 25 maçãs digitais como recompensa. De fato, é o único jeito de criar mais maçãs digitais no sistema.

Eu simplifiquei um pouco
…mas esse sistema que acabei de explicar existe. É chamado de Protocolo Bitcoin. E essas maças digitais são as “bitcoins” do sistema. Chique!

Então, você viu o que aconteceu? O que o livro-registro público possibilita?

 1) É código aberto, lembra? O total de maçãs foi definido no livro-registro público no início. Eu sei a quantidade exata que existe. Dentro do sistema, eu sei que elas são limitadas (escassas).

2) Quando eu faço uma transação eu sei agora que aquela maçã digital certificadamente saiu da minha posse e agora é completamente sua. Eu costumava não poder falar isso de coisas digitais. Ela será atualizada e verificada pelo livro-registro público.

 3) Porque é um livro-registro público, eu não preciso do tio Tom (terceiro) para garantir que eu não fraudei, ou fiz cópias extras para mim, ou enviei maçãs digitais duas ou três vezes...

Com o sistema, a troca de uma maçã digital é agora como a troca da maçã física. É agora tão boa quanto ver uma maçã sair fisicamente da minha mão e ir para seu bolso. E assim como no banco da praça, a transação envolveu apenas duas pessoas. Você e eu – nós não precisamos do tio Tom para torná-la válida.
 
Em outras palavras, ele se comporta como um objeto físico.

Mas você sabe o que é legal? É ainda digital. Nós podemos agora negociar 1000 maçãs ou um milhão de maças ou mesmo 0,0001 maçãs. Eu posso enviá-la com um click, e ainda posso deixá-la no seu bolso virtual mesmo que eu esteja na Nicarágua e você em Nova Iorque.

Eu posso até adicionar outras coisas digitais em cima dessas maçãs digitais! São digitais. Talvez eu possa anexar algum texto – um bilhete digital. Ou talvez eu possa anexar coisas mais importantes; como um contrato ou um certificado de ação, um cartão de identificação...

Então isso é ótimo! Como devemos tratar ou valorizar essas “maçãs digitais”? Elas são muito úteis, não?

Bom, muitas pessoas estão discutindo isso. Há debates entre escolas econômicas. Entre políticos. Entre programadores. De qualquer forma, não escute todos eles. Algumas pessoas são inteligentes e outras mal informadas. Algumas dizem que o sistema vale muito, outras dizem que não vale nada. Alguns dizem que é ouro digital, outros uma moeda, Outros dizem que são apenas tulipas. Algumas pessoas dizem que vai mudar o mundo, enquanto outras dizem que é apenas uma mania.

É história para uma próxima. Mas vou te dizer que você agora sabe mais sobre Bitcoin que a maioria.